led_lampadaUma medida que vai permitir uma redução de custos com iluminação no valor de 140 mil euros por ano e, ainda, voltar a ligar cerca de 600 luminárias que estavam desligadas. Segundo o presidente da autarquia, Joaquim Couto, este é um passo importante “na adoção de medidas do ambiente e de redução da fatura energética municipal”.

A aposta da Câmara Municipal de Santo Tirso na iluminação LED surge no seguimento da aprovação da candidatura apresentada pela autarquia, no âmbito do Programa Operacional Temático de Valorização do Território (POVT), envolvendo um financiamento na ordem dos 600 mil euros. Este investimento será feito nas Estradas Nacionais entre Santo Tirso e Vila das Aves, Santo Tirso e Areias e Santo Tirso e Água Longa e ainda nos centros de Santo Tirso e Vila das Aves.

Para Joaquim Couto, não há dúvidas de que as lâmpadas LED estão a revolucionar o mundo da iluminação, apresentando inúmeras vantagens. As mais evidentes são a poupança energética e uma maior proteção do ambiente.

Atualmente, a Câmara Municipal tem uma despesa por ano com a fatura da luz pública, em relação ao universo das duas mil luminárias, na casa dos 200 mil euros. Com a substituição por tecnologia LED, as mesmas duas mil luminárias vão representar um custo de 60 mil euros, ou seja, em apenas um ano, a Câmara vai poupar cerca de 140 mil euros, a que corresponde uma redução de 70 por cento.

Feitas as contas, realça Joaquim Couto, “estamos a falar de uma poupança para o Município na fatura da eletricidade superior a 11,5 mil euros mensais”.
Com a poupança obtida em resultado da substituição das lâmpadas convencionais, a Câmara Municipal vai ter possibilidade de voltar a ligar as cerca de 600 luminárias que haviam sido desligadas quando o IVA da iluminação pública foi aumentado para a taxa máxima por decisão do atual Governo.

A economia energética e consequente redução da fatura é a grande vantagem da utilização da tecnologia LED, evitando assim o recurso a medidas como o desligar de lâmpadas, redução do horário de funcionamento ou do índice de iluminação por ponto de luz, com inconvenientes para a população.

A proposta do contrato de financiamento a celebrar entre a Câmara Municipal de Santo Tirso e o POVT foi aprovada esta quinta-feira, em reunião do executivo camarário, por unanimidade.

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+1Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Share on Tumblr0