A associação cívica “AMAR Santo Tirso” vai organizar um Ciclo de Conferências, subordinado ao tema “Santo Tirso: uma identidade e uma marca”, para o qual convidou os candidatos à Presidência da Câmara Municipal de Santo Tirso.

Assim, no próximo dia 31, quarta-feira, pelas 21.30 horas, no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários de Santo Tirso (Vermelhos), sito à Praça Conde S. Bento, será orador convidado o Dr. Joaquim Couto, candidato do PS à Presidência da Câmara Municipal de Santo Tirso.

 ciclo de conferencias 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

joaquim_couto270713“Deve haver mais famílias abrangidas pelo Apoio Municipal ao Arrendamento”. A convicção partiu este segunda-feira do candidato pelo PS à Câmara Municipal de Santo Tirso, questionado sobre quais as políticas na área da habitação social que irá seguir, caso seja eleito. Face à crise económica, Joaquim Couto acredita que “é necessário aumentar para o dobro o número de famílias” abrangidas por aquele programa.

Para o candidato socialista, é importante apoiar as famílias que, por motivos de ordem económica e social, não conseguem aceder, por si só, a uma habitação condigna. Estas pessoas devem, contudo, “ser realojadas em complexos urbanos de modo discreto, de forma a haver uma verdadeira integração social”. “É preciso evitar a criação de guetos. A dispersão dos alojamentos de pessoas com carências económicas e sociais favorece a inclusão social”, sublinhou Joaquim Couto, recusando a criação de aglomerados de casas sociais que “só contribuem para a guetização e consequente exclusão social”.

No campo do Apoio Municipal ao Arrendamento, Joaquim Couto quer aumentar os limites máximos de rendimento impostos para a obtenção deste tipo de ajudas, fator determinante na seleção das famílias a abranger. “Queremos aumentar para o dobro o número de pessoas abarcadas por este subsídio. Para tal, é necessário impor novos limites máximos de rendimento por agregado familiar, para que pessoas em situação de carência que atualmente não são abrangidos pelo Apoio Municipal ao Arrendamento o passem a ser”, explicou o candidato socialista.

Num dia dedicado às questões da habitação, a candidatura A Força de Todos esteve reunida com a Associação de Moradores do Complexo Habitacional de Ringe. Fundada em 1987 e com capacidade para acolher 40 crianças, funciona como ATL e como Centro Comunitário. Com um papel importante no apoio social e psicológico, formação e convívio, a associação tem como objetivo responder às carências da população residente.

No âmbito das iniciativas organizadas sobre a temática da Ação Social no mês de julho, pretende-se com estas visitas tomar contacto com os projetos, as dificuldades e a realidade social do concelho.

unidos para crescerÉ apresentada com um concerto do cantor Tirsense Dan Riverman hoje 26 de Julho de 2013 pelas 21:45, no Largo Coronel Baptista Coelho a recandidatura de José Pedro Miranda actual presidente da Junta de Santo Tirso, agora ao novo figurino resultante da reforma das autarquias locais que além de Santo Tirso agrega as freguesias de Couto (Santa Cristina e São Miguel) e Burgães, candidatura essa realizada pela coligação PSD/PPM.

cdu_vilarinhoOs candidatos CDU à Assembleia de Freguesia de Vilarinho foram apresentados durante um almoço-convívio e intervenção política realizado no passado domingo, 14 de Julho, no restaurante Ruínas do Cerrado, naquela freguesia de Santo Tirso.
Abílio Martins – Bilita, Luís Pacheco e Adelaide Martins são os três primeiros candidatos na lista referida.
Estiveram presentes, José Alberto Ribeiro, como representante da Comissão Concelhia do PCP de Santo Tirso, as candidatas municipais Cláudia Monteiro (AM) e Maria Augusta Carvalho (CMST), além do mandatário da candidatura CDU, Miguel Renato.
Almoço, convívio, música ao vivo e intervenção política fizeram parte da apresentação pública da candidatura CDU a esta freguesia do concelho e Santo Tirso.
Intervieram, José Alberto Ribeiro, as duas candidatas municipais e por fim o cabeça de lista – Abílio Martins – Bilita

ruimagalhaesO Movimento de Cidadãos do Além Rio é uma lista de Independentes encabeçada por Rui Magalhães apresentada dia 28 de Junho à União de Freguesias de Areias, Sequeirô, Lama e Palmeira, Rui Magalhães destaca a necessidade de um atendimento personalizado, a tempo inteiro e o respeito pela diversidade cultural de todas as freguesias referidas, assumindo o principio de igualdade entre todas. O lema da candidatura é “AS PESSOAS PRIMEIRO!”.

nasc_defSanto Tirso tem, neste momento, um défice no que diz respeito a respostas para a deficiência. É necessário criar soluções que abranjam todo o município, e, ao mesmo tempo, que englobem setores pouco explorados pelas instituições existentes, como é o caso das residências autónomas”. Quem o diz é Joaquim Couto. Após uma visita à Cooperativa de Apoio à Integração do Deficiente (CAID), no dia 16 de julho,  o candidato do PS à Câmara Municipal de Santo Tirso considerou que “o município precisa de combater e eliminar as barreiras estruturais de apoio social” e anunciou que, à semelhança do que aconteceu quando era presidente da autarquia, irá fomentar o aparecimento de uma instituição de apoio a pessoas com deficiência na zona nascente do concelho.

Segundo Joaquim Couto, é necessário criar uma instituição semelhante à da CAID que inclua toda a comunidade deficiente do concelho. “Da mesma forma que na década de 90 fomentei a criação desta Cooperativa, no próximo mandato iremos incrementar uma instituição semelhante na Zona Nascente do concelho”, frisou.

A ideia é terminar com as listas de espera que existem neste tipo de fundações e apostar na inclusão social, com o objetivo de atender à complexidade da deficiência nas mais variadas dimensões. “É fundamental estimular a integração social destas pessoas, bem como incrementar uma política de aproximação e de assistência às famílias das pessoas com deficiência”, assumiu. “Para tal, a diversificação dos serviços de apoio aos deficientes é uma resposta que as nossas famílias necessitam”, rematou.

Para o candidato socialista, a extensão da CAID não é uma alternativa viável, dado que o aumento da Cooperativa colocaria em causa a qualidade dos serviços prestados, num edifício todo ele adaptado e construído a pensar nas exigências que estes utentes sustentam. “O concelho precisa de uma nova instituição, implementada numa área estratégica, como é a zona nascente, que permita acolher utentes de todo o município, e que seja complementada por uma rede de transportes eficiente, potenciando um intercâmbio bilateral de geminação interna”.

A CAID tem capacidade para receber 60 utentes, prestando serviços nas áreas da ocupação e da inserção socioprofissional. Promover ações de formação e impulsionar a integração profissional de pessoas com deficiência são apenas alguns dos objetivos da Cooperativa. Atualmente, apenas 23 dos utentes estão em situação de formação profissional, sendo que os restantes se encontram na vertente das atividades ocupacionais.

A Diretora Geral do espaço, Guida Neto, lamenta que ainda exista um preconceito em relação à comunidade deficiente. “É pena as pessoas ainda terem uma ideia errada do que é a deficiência. Eles são muito funcionais em termos práticos”. Guida Neto relembrou que a Residência Autónoma, situada em Areias, está lotada desde a sua criação e lamentou o facto de ter em lista de espera mais de 20 utentes. “É necessário criar mais instituições”, reforçou.

A visita à Cooperativa de Apoio à integração do Deficiente insere-se num conjunto de iniciativas que estão a ser realizadas durante o mês de julho no âmbito da Ação Social. Tomar contacto com os projetos, as dificuldades e a realidade social do município é o objetivo destas ações.

todos_por_sts

No próximo dia 25 pelas 21h30, no Hotel Cidnay, vai ser apresentada a lista candidata à Câmara Municipal de Santo Tirso, pela coligação “TODOS POR SANTO TIRSO”.

LISTA CANDIDATA À CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO

1 Alírio Canceles Técnico de Emprego
2 José Manuel Machado  Consultor Financeiro
3 Sofia Roriz Chefe de Divisão/Câmara Municipal
4 Carlos Pacheco Jurista
5 Altino Osório Economista/Empresário
6 Sofia Monteiro Economista
7 Augusto Souto Engº Mecânico
8 Tiago Orlando Engº Ambiental
9 Carina Vieira Professora e Música
10 Pedro Soares Economista/TOC
11 Ricardo Dinis Almeida Docente Universitário
12 Carla Valente Professora
13 Manuel Monteiro Licenciado em Informática de Gestão
14 Iolanda Malheiro Lic. em Recursos Humanos
15 José Maria Freitas Enfermeiro
16 Vítor Moreira Professor e Músico
17 Luísa Ferreira Professora
18 Abílio Lima Engº Agrónomo
19 Paula Rodrigues Enfermeira
20 Rui Vasco Saldanha Arquiteto
21 José Paulo Psicólogo
22 Daniela Matos Educadora Social