bttSão cerca de sete quilómetros em BTT, num circuito urbano, com partida e chegada à Praça 25 de Abril, em frente à Câmara Municipal de Santo Tirso. Tudo, durante a noite. A primeira edição das “3 Horas Noturnas BTT” decorre já no próximo sábado, entre as 21h00 e as 24h00, e conta com a participação de cerca de 250 atletas.

Trata-se de uma iniciativa, explica o presidente da autarquia, Joaquim Couto, que pretende “dinamizar e incentivar a prática do desporto, bem como divulgar o Município e a sua imagem como cidade dinâmica, divertida e que acompanha as tendências mais atuais em termos de eventos desportivos”.

Numa organização conjunta entre a Câmara Municipal, o Café do Rio e os Trilhos Tirsenses, as “3 Horas Noturnas BTT” contam já com a inscrição de cerca de 250 pessoas. Segundo Pedro Costa, do Café do Rio, trata-se “de um evento destino à população em geral, com idade superior a 12 anos, e que esteja fisicamente apta para a prática do exercício físico”.

Esta prova enquadra-se no objetivo de promover um leque de novas atividades para a população, no sentido de contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos através da prática regular de atividade física em geral, enquadrando as questões da sensibilização ambiental, das diferentes gerações e da prevenção para a saúde.

O circuito das “3 Horas Noturnas BTT” inclui a passagem pela Rua Ângelo de Andrade, Rua do Tapado, Rua do Vale do Ribeiro do Matadouro, Rua da Ponte de Frádegas, Rua do Monsenhor Gonçalves da Costa, Avenida de Unisco Godiniz, Alameda da Ponte, Avenida de Soeiro Mendes da Maia e Rua de S. Bento.

Hora e Local: SÁBADO, ENTRE AS 21H00 E AS 24H00, PARTIDA E CHEGADA NA PRAÇA 25 DE ABRIL

ginastica seniorFoi apresentado o programa Santo Tirso Ativo, destinado à população do Município com mais de 60 anos. As atividades desportivas chegam, assim, a todas as freguesias do concelho, sem exceção, esperando-se que este projeto da Câmara de Santo Tirso possa abranger perto de mil pessoas. Esta é uma medida, explicou o presidente da autarquia, Joaquim Couto, “que visa promover a prática desportiva de forma regular, estimulando hábitos de vida saudável e, ao mesmo tempo, dinamizar o convívio desta faixa etária da população”.

O programa ontem apresentado insere-se na política de alargamento do Desporto Sénior que tinha a funcionar 13 aulas de manutenção, em três polos do Município – Pavilhão Desportivo Municipal (Santo Tirso); Pavilhão do Clube Desportivo das Aves (Vila das Aves); e Associação do Infantário de S. Tomé de Negrelos –, abrangendo 300 idosos. Agora, as estimativas apontam que o Santo Tirso Ativo possa chegar a mil pessoas com mais de 60 anos, nas 14 freguesias do concelho.

“Estamos a executar os compromissos assumidos durante a nossa campanha eleitoral, com medidas concretas na área da coesão social e, neste caso em particular, no apoio aos idosos, através da promoção do desporto”, realçou Joaquim Couto, referindo que este programa cria condições para que a população sénior do concelho não tenha de fazer grandes deslocações para beneficiar de atividades desportivas: “É mais uma medida de natureza descentralizadora, à semelhança de outras que temos vindo a tomar, como o atendimento social descentralizado e a criação dos espaços do cidadão”.

Por outro lado, acrescentou o autarca, o Santo Tirso Ativo “promove o convívio entre as pessoas desta faixa etária, evitando o isolamento social que muitas vezes os afeta”. “Com o Santo Tirso Ativo, a Câmara Municipal está a fazer um investimento de cerca de 42 mil euros que faz sentido pelo impacto que tem ao nível da saúde e da coesão social”, argumentou Joaquim Couto.

O programa decorre de setembro a junho, a inscrição é gratuita e pode ser feita nas juntas de freguesia ou no Pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso. Para além das aulas que se mantêm nos locais anteriores, passam agora a existir turmas nos seguintes locais: Salão Paroquial da Reguenga; Junta de Freguesia de Lamelas; Associação de Solidariedade Humanitária de Monte Córdova; Pavilhão de Rebordões; Antiga Escola de Presa 3, Vilarinho; Junta de Freguesia de Roriz; Salão Paroquial de Água Longa; Junta de Freguesia de Agrela; Parque Desportivo de Refojos; Polidesportivo da Lama; Centro de Apoio à Família Sénior, S. Mamede Negrelos; Junta de Freguesia S. Martinho do Campo; Polidesportivo da Lama; Junta de Freguesia de São Tomé de Negrelos.

ginasio_andebol250913O sorteio dos 1/4 final da Taça de Portugal realizou-se hoje nas instalações da Federação e ditou que o Ginásio de Santo Tirso no seu terreno vai defrontar o Benfica.

Os jogos que irão apurar as quatro equipas finalistas da competição terão lugar no dia 28 de Fevereiro. Um mês depois, o quarteto vencedor rumará a Sul, mais precisamente a Loulé, cidade que receberá a Final Four da Taça de Portugal em 28 e 29 de Março.

No passado sábado, dia 7 de Fevereiro o Ginásio de Santo Tirso eliminou, em casa, o Vitória de Setúbal, por 35-18. O Benfica venceu, no Pavilhão n.º 2 da Luz, o Belenenses, por 26-24, conseguindo, assim, qualificar-se para os 1/4 final da Taça de Portugal.

1/4 final (28/02/2015)

ABC – Águas Santas

Ginário de Santo Tirso – SL Benfica

Sporting – São Mamede

FC Porto – Maia ISMAI

futsal_2015A Junta da União de Freguesias de Santo Tirso, Couto (Sta. Cristina e S Miguel) e Burgães organiza pelo 2º ano consecutivo a Liga Toupeira Futsal 2015 – Veteranos.
O campeonato disputado entre oito associações da União de Freguesias tem início já este sábado, dia 10 de Janeiro, no Polidesportivo do Juncal, pelas 15h30.
Programa:
15h20 – Pontapé de saída do Campeonato, com a presença de André Pinto (capitão do F.C. Tirsense), Diogo Pinheiro (jogador do F.C. Tirsense) e Manelzinho (ex-glória do F.C. Tirsense).
15h30 – Início das partidas:
Núcleo Sporting vs Ginásio C. S. T.
AB 92 vs Associação dos Amigos de São Bento da Batalha (A.U.S.B.B.)
Casa do Benfica S.T. vs F. C. Tirsense
A. R. Areal vs A.D. Tarrio
19h30 – Encerramento da jornada
Este campeonato com 14 jornadas tem um modelo competitivo e regras idênticas às do Campeonato Nacional de Futsal Português, com todas as equipas a jogarem entre si duas vezes.
Os jogos desta edição serão realizados em vários recintos espalhados pela União de Freguesias, com o objetivo de envolver e dinamizar o convívio e o desportivismo entre as associações e todas as pessoas envolvidas (Recintos: Polidesportivo do Juncal; Polidesportivo de Merouços; Rinque do Areal e Pavilhão do Ginásio C.S.T.).

ssilvestre_de_santo_tirsoA São Silvestre de Santo Tirso, a quarta maior São Silvestre a nível nacional, que decorre no próximo sábado, 20 de dezembro, pelas 16h30, já ultrapassou os 1250 inscritos, registados na edição passada. A 17ª edição será, assim, a maior de sempre e contará com a atleta tirsense Sara Moreira, ao lado do presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, a dar o sinal de partida.

“Trabalhamos no sentido de, ano para ano, podermos criar condições para que possa ser feito mais e melhor. Orgulhamo-nos de receber em Santo Tirso uma prova tão importante do calendário da Federação Portuguesa de Atletismo e de, nesta edição, termos já um recorde de inscritos”, referiu esta terça-feira, Joaquim Couto, durante a conferência de imprensa de apresentação da prova, realçando o facto da edição deste ano contar com o apadrinhamento de Sara Moreira: “Trata-se de uma atleta de referência nacional e internacional que vem dar ainda mais prestígio a esta prova”.

Sara Moreira, recentemente terceira classificada na Maratona de Nova Iorque, mostrou-se honrada com o convite e desejou a todos os participantes “boa sorte”. “Como tirsense é motivo de orgulho poder ser madrinha desta prova. Por questões de calendário, não me será possível participar, mas estarei a apoiar todos os atletas”, assegurou a atleta.

A São Silvestre, organizada em conjunto pela Câmara Municipal e o Centro de Atletismo de Santo Tirso, e com o apoio da Federação Portuguesa de Atletismo e da Associação de Atletismo do Porto, vai ter, nesta edição, a partida e a chegada junto ao Complexo Desportivo Municipal, deixando, assim, a Praça 25 de Abril. O objetivo, explicou a presidente do CAST, Silvia Alves, durante a conferência de imprensa, “foi melhorar o apoio prestado aos atletas”.

O percurso continua com passagem pelos Carvalhais, Praça 25 de Abril, Câmara Municipal, rua Ferreira de Lemos, estrada até Santiago da Carreira e regresso pela rua Ferreira de Lemos.

Entre os principais atletas masculinos inscritos encontram-se: Luís Mendes, da A-C.R.S Desterro – Napo; Carlos Costa, da C.D.S Salvador do Campo; Óscar Mendes, da Liberdade F.C; e Bruno Henriques, da Jobra. Já os destaques femininos vão para as atletas: Rosa Oliveira, da Escola de Atletismo Rosa Oliveira; Sónia Fernandes da Academia; Fernanda Ribeiro e Elisabete Azevedo, da Adercus.

Para além da prova principal, realizam-se, as corridas jovens a partir das 15h30. Em simultâneo com os 10 km terá ainda lugar o “Passeio das Gerações”, uma caminhada “pensada para incluir todos: pais, avós e netos, cada um a seu ritmo”, explica Joaquim Couto. O presidente da Câmara Municipal apontou ainda que a São Silvestre de Santo Tirso é uma iniciativa especial por ser “um dia dedicado a valores que procuramos promover durante o ano todo: um estilo de vida saudável e o convívio entre todos”.

sts_a_piqueA Junta da União de Freguesias de Santo Tirso, Couto (Sta. Cristina e S Miguel) e Burgães realizou no passado dia 22 de Novembro o Sanguinhedo APIK.

O evento que pretendia presentear todos os amantes de ciclismo com um espetáculo sem igual, conferiu ao Sanguinhedo, um dos sítios mais emblemáticos de Santo Tirso, uma noite de autêntico espetáculo. Apadrinhado pelo ciclista profissional Sérgio Sousa, o grande motivador e impulsionar do êxito, a noite contou com várias figuras conhecidas do pelotão nacional e internacional do mundo do ciclismo. Nuno Ribeiro, Daniel Silva, Joni Brandão, Edgar Pinto, Ricardo Vilela, Manuel Cardoso, Hugo Sancho, Rafael Silva, entre outros, foram os grandes animadores da jornada.

A iniciativa, mesmo com alguma chuva à mistura, teve muita gente na borda da estrada a vibrar com os ciclistas que mostraram as todas suas capacidades e que transformaram esta subida numa autêntica corrida louca e completamente distinta. Entre profissionais, semiprofissionais,amadores e até participantes bastante originais, o convívio e a animação foram a nota dominante, durante toda a noite. A população de Santo Tirso, que aderiu em massa ao espetáculo, não arredou pé até à definição do grande vencedor da prova.Com uma distância total de 280 metros e impondo uma inclinação média de 20,8 %, o evento premiou não só os melhores tempos entre os inscritos, mas também a melhor corredora – “Best Woman”, a melhor bicicleta clássica – “Best Classic” e bicicleta mais original – “Best Original”.

Classificações:
Melhor tempo:

1º Luís Mendonça (CCSPOL)
2º Mário Fernandes (Rodabike ACRG Gondomar)
3º Luís Machado (DuoBike)
Best Woman: Ilda Pereira (BTT Torcatense)
Best Classic: Victor Teixeira (eleição atribuída pela Associação dos Amigos do Sanguinhedo)
Best Original: Alfredo Jerónimo Gouveia (eleição atribuída pelo público presente)

O evento, homologado pela Federação Portuguesa de Ciclismo, para além do cariz competitivo teve uma dimensão solidária, pois sobre cada inscrição incidiu um valor para a compra de material para as corporações de Bombeiros de Santo Tirso.

sara_moreiraSara Moreira foi homenageada nesta sexta-feira na Câmara Municipal de Santo Tirso, na ressaca do terceiro lugar que obteve na Maratona de Nova Iorque, a 2 de novembro.

À margem da cerimónia, a atleta falou com os jornalistas presentes sobre os próximos objetivos. «O grande objetivo da minha carreira é um grande resultado nos Jogos Olímpicos. Até 2016 terei certamente outros momentos. Os próximos objetivos são os do meu clube, do Sporting, e são bastantes. Em termos individuais ainda não tenho nada definido» disse Sara Moreira.

Agradecendo a homenagem, Sara Moreira manifestou o desejo de justificar novas distinções: «É mais um marco na minha carreira. Uma homenagem destas faz-nos continuar a querer trabalhar para alcançar ainda mais e melhores resultados, mas hoje estou mais nervosa do que no dia da prova. É que correr não custa nada. É aquilo que eu sei fazer. E nestas situações sinto-me pequenina. Dizer-vos obrigada é sempre pouco. O que posso continuar a fazer é continuar a correr e tentar trazer-vos bons resultados», rematou, em declarações reproduzidas pela Agência Lusa.