saobento_12A maior festa do Município de Santo vai decorrer entre 8 e 12 de julho. Concertos, espetáculos de fogo de artifício e multimédia e “Há Baile no Largo” são alguns dos destaques do programa deste ano, apostado numa programação para públicos diversificados, dos 0 aos 80.

“As Festas de S. Bento são uma aposta inequívoca em termos de promoção do concelho. A partir de 2014, foi feito um esforço para dar um novo impulso e uma nova roupagem às festas, desde o Há Baile no Largo, que se irá manter, a um cartaz de qualidade para todos os gostos ou à novidade desta edição que será a Praça Colorida”, explicou o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, na sessão de apresentação do programa, que decorreu na quarta-feira, no Parque D. Maria II.

Em termos orçamentais, o valor investido nas festas deste ano é sensivelmente o mesmo do ano anterior. Segundo o autarca, “os tempos exigem rigor e responsabilidade”, pelo que o programa “mantém a qualidade”, mas não entra em loucuras.

Emanuel no dia 10 de julho, Nelson Feitas e Carlão, no dia 11 de julho, e Fado Violado, no dia 12 de julho, são os cabeças de cartaz das Festas de S. Bento 2015. Uma escolha eclética que dá destaque à música popular, ao R&B e hip-hop, e à mistura do fado com o flamengo. Os grandes concertos irão decorrer na Praça 25 de Abril, com a exceção do Fado Violado que terá lugar na bela Quinta de Fora, quase em frente ao Mosteiro de S. Bento.

Nos concertos, a edição deste ano revela ainda como novidade a presença no palco principal, localizado na Praça 25 de Abril, de grupos de Santo Tirso: Leões da Batalha, a 9 de julho, Lando, a 10 de julho, e Dan Riverman, no dia 11 de julho. “Quisemos dar a oportunidade a cantores do concelho, alguns com projeção nacional, mostrando que Santo Tirso também tem grandes valores no campo musical”, sublinhou o presidente da Comissão de Festas, Luís Freitas,

Após os concertos, a população vai poder ainda assistir a grandes espetáculos de fogo de artifício que conjugam luz e música. Sem desvendar o que está preparado para o dia 10 (sexta-feira), Luís Freita deixou no ar que tal como no ano passado, em que se introduziu esta inovação multimédia, haverá surpresas. Já no dia 11, o fogo pode ser visto nas margens do rio Ave, com a tradicional cascata.

A valorização de grupos da terra decorre, ainda, em dois momentos. O primeiro no dia 9 de julho, pelas 21h00, com um desfile pela cidade e uma arruada de bombos, nos quais participam “As Bombas” – Reguenga, Grupo de Bombos da Associação Cultural, Desportiva e Recreativa de Cabanas – Monte Córdova, Grupo de Bombos da Reguenga, Grupo de Bombos de Água Longa, Grupo de Bombos de S. Cristóvão de Refojos, Grupo de Bombos de S. Tiago da Carreira e o Grupo de Bombos “Os Cordovenses” – Monte Córdova.

O segundo decorrerá no dia no 11 de julho, pelas 16h00, com uma arruada de Fanfarras de Santo Tirso: Associação Cultural, Desportiva e Recreativa de Cabanas, B.V. Tirsenses e B.V. de Vila das Aves.

HÁ BAILE NO LARGO

Música não faltará também no “Há Baile no Largo”. Depois do êxito alcançado com a primeira edição, no ano passado, a Câmara Municipal de Santo Tirso volta a apostar nesta festa que, apesar de direcionada para os mais jovens, conseguiu a proeza de juntar várias gerações.

A festa vai repetir-se em 2015, nos dias 10 e 11 de julho, a partir da meia noite, no Largo Coronel Baptista Coelho, com a presença de nove dj’s. Miguel Rendeiro fechará a noite de sexta-feira, depois da presença de “Los Bravos – Dj Tonny e Dj Tony Bianchi”, DJ/VJ Rogério Paulo (80’s) e Pedrinho K. No sábado, o encerramento da noite irá fazer-se ao som do dj Overule, antecedido de Dj Tonny, Bruno Melhor e DJ/MC Élio Rodriguez.

“Esperamos, novamente, atrair muitos jovens não só de Santo Tirso, mas também de fora do concelho, tal como aconteceu no ano passado”, enfatizou Joaquim Couto.

PRAÇA COLORIDA É NOVIDADE

Na Praça Conde de S. Bento surge uma das novidades das festas 2015, onde vai ser colocado um tapete colorido, a cobrir grande parte da praça, com a imagem do santo. Com a utilização de serrim fino e fita de restos de botão, surgirá a imagem de S. Bento, em alto contraste, as aspirais, das formas das vestes de S. Bento, os arcos em ogiva, o vitral, o cravo e as cores de Santo Tirso.

A ligação das festas ao santo é, este ano, marcada ainda por uma grande exposição de pintura “Houve Um Homem BENTO”, de Frei Paulino Luiz de Castro, que estará patente nos Claustros da Igreja Matriz.

Iniciativas que o padre João Pedro, também presente na cerimónia de apresentação do programa das festas, destacou, por demonstrarem a ligação das festividades ao santo devoto.

ESPAÇO DA FEIRA
Finalmente, outras das diferenças da edição das Festas de S. Bento 2015 é a localização dos divertimentos que deixam de estar concentrados no recinto da feira e passam a estar nos terrenos adjacentes à Quinta de Fora, perto da ponte sobre o rio ave, junto ao Mosteiro de S. Bento.

Desta forma, o recinto da feira fica disponível para parque de estacionamento.

cartaz_guitarraO Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso arranca sábado com “uma incursão ao território do jazz” pelo trio alemão Joschon Stephan, naquele que é o primeiro concerto de um programa que se estende até 06 de junho.

De acordo com o programa deste festival que vai na 22.ª edição, a estreia está a cargo de Joscho Stephan que promete uma “mistura de alegria vibrante e atitude descontraída”, numa abordagem “tipicamente europeia” ao jazz. O trio alemão sobe ao palco do auditório Engenheiro Eurico de Melo pelas 21:30 horas.

Pela primeira vez, a Fábrica de Santo Thyrso é incluída no roteiro de locais dos concertos, deste festival, somando-se outros espaços habituais como a Biblioteca Municipal, o Centro Cultural de Vila das Aves e o auditório Padre António Vieira.

Em nota às redações, o presidente da câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, refere que esta é “uma oportunidade para a população do concelho e todos os que visitam o município contactarem com o mundo da guitarra, interpretada por artistas conceituados de várias partes do mundo”.

Aos espetáculos, juntam-se workshops e três masterclasses. Quanto à vertente do festival dedicada às escolas, trata-se de uma ligação à vertente pedagógica que a autarquia de Santo Tirso destaca por considerar que “a cultura é um instrumento de desenvolvimento social e económico”.

O Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso é promovido pela câmara deste concelho do distrito do Porto e pela Escola Profissional e Artística do Vale do Ave (ARTAVE)

Jesuitas e LicorSão 19 os restaurantes que a partir de sexta-feira vão receber o “Fim de Semana Gastronómico”, uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Santo Tirso e inserida na programação do Turismo do Porto e Norte de Portugal. Este ano, o destaque vai para o cabrito assado, os jesuítas e o licor de Singeverga. A escolha desta “ementa” dará direito a um desconto de 10 por cento no valor do prato e sobremesa, nos jantares da próxima sexta-feira e do próximo sábado.

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, realça a importância da iniciativa que dá especial relevo à gastronomia do concelho. “Espero que esta edição do “Fim de Semana Gastronómico” traga a Santo Tirso muita gente de fora, aproveitando para conhecer não só as nossas iguarias, mas também o nosso concelho”, realçou, referindo que Santo Tirso “sabe receber bem”.

Por isso, no próximo fim de semana, a melhor opção é visitar um dos restaurantes aderentes ao evento “Fins de Semana Gastronómicos”, que nesses dias torna mais apetecível o cabrito assado, os jesuítas e o licor de Singeverga.

E porque não é de perder esta oportunidade de degustar sabores tradicionais, fica a saber quais os restaurantes aderentes a esta iniciativa gastronómica: Adega Regional Alambique, Adega Regional do Zé, Adega Regional “O Escondidinho”, Assunção, Braseiro das Aves, Cozinha do Ave, D’Ambrósia, Dona Unisco – Hotel Cidnay, Excelência de Sabores, Lanterna,

Mira Parque, Mira Rio, Olímpico, Pedra do Couto, Ponto Final, RBrandão, Ruínas do Cerrado, Santo António e Tirsense.

Nos hotéis que também aderiram à iniciativa, o desconto será de 15 por cento para o alojamento nas noites de sexta-feira e sábado, para reservas efetuadas diretamente nas unidades hoteleiras do Hotel Cidnay e do Santo Thyrso Hotel.

Em Santo Tirso, a gastronomia é caraterística do Minho e Douro Litoral, região onde se integra. Sendo uma das potencialidades mais representativas do concelho, atrai não só os seus apreciadores, como também aqueles que associam a boa mesa ao conhecimento do património cultural e natural.

festival_guitarraXXII EDIÇÃO DECORRE ENTRE 16 DE MAIO E 6 DE JUNHO

São sete concertos, três master classes, um workshop e dois dias de festival nas escolas. A vigésima segunda edição do Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso decorre entre 16 de maio e 6 de junho e traz pela primeira vez a Portugal nomes como o do alemão Joscho Stephan, o ingês Mike Dawes ou a argentino Pablo Márquez, considerado um dos virtuosos e mais versáteis guitarristas da atualidade. Com um orçamento de 50 mil euros, semelhante aos de edições anteriores, a Câmara Municipal de Santo Tirso mantém a aposta na realização de um festival de projeção nacional e internacional.

“Temos feito um esforço no sentido de promover eventos culturais para todos os gostos, dos mais populares, aos mais específicos. O Festival Internacional de Guitarra é uma referência e iremos manter a qualidade a que habituamos o público”, realçou o presidente da autarquia, Joaquim Couto, na conferência de imprensa desta quarta-feira, que assinalou a apresentação do programa do evento.

O XXII Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso decorre entre 16 de maio e 6 de junho, com a realização de sete concertos, mais um do que na edição do ano passado. Pela primeira vez, a Fábrica de Santo Thyrso é incluída no roteiro de locais dos concertos, mantendo-se os espaços habituais: Biblioteca Municipal, Centro Cultural de Vila das Aves, Auditório Padre António Vieira e Auditório Eng. Eurico de Melo. Uma oportunidade, segundo referiu Joaquim Couto, “para a população de Santo Tirso e todos os que visitam o Município contactarem com o mundo da guitarra, interpretada por artistas conceituados de várias partes do mundo”.

Aos espetáculos, juntam-se workshops e três master classes e o festival nas escolas. De acordo com o presidente da Câmara de Santo Tirso, reforça-se “a ligação à vertente pedagógica e aos estabelecimentos de ensino”, na medida em que a autarquia “considera que a cultura é um instrumento de desenvolvimento social e económico”.

À semelhança das últimas edições, o Festival Internacional de Santo Tirso é promovido pela Câmara Municipal de Santo Tirso e pela ARTAVE. Na conferência de imprensa desta quarta-feira, Alexandre Reis deu enfase à qualidade e à notoriedade alcançadas pelo evento, não só a nível nacional, mas também a nível internacional. Para o diretor da Escola Profissional Artística do Vale do Ave, a programação deste ano “pretende manter o Festival como um espaço único de difusão e de encontro de ideias e de estéticas no multifacetado universo da guitarra”.

Programação
A abertura do XXII Festival Internacional de Guitarra, no dia 16 de maio no auditório Eng. Eurico de Melo, uma incursão ao território do Jazz, está a cargo do virtuoso guitarrista Joscho Stephan, prossecutor da tradição musical de Django Reinhart, que se apresenta com o seu Trio.
As novas expressões estão representadas no Festival pelo autor de inovadoras técnicas de execução da guitarra, contanto atualmente com inúmeros seguidores por todo o mundo, o exímio jovem inglês Mikes Dawes que apresenta as suas composições e arranjos para guitarra acústica. O concerto decorrerá no dia 22 de maio, na Biblioteca Municipal.

No dia seguinte, a 23 de maio, também na Biblioteca Municipal, sobe ao palco Pablo Márquez, da Argentina, considerado um dos virtuosos, mais versáteis e completos guitarristas da atualidade.

Música para filmes, um tema inovador nas sessões do Festival, chega à Fábrica de Santo Thyrso no dia 29 de maio e contará com a presença de Joaquim Pavão, compositor, cineasta e guitarrista que interpretará obras da sua autoria no concerto denominado “Um filme concerto”.

A música clássica tem representação e novidades de destaque nesta vigésima segunda edição. Dois emblemáticos duos de guitarra, oriundos da Alemanha e de Itália, integram o programa: o Amadeus Guitar Duo -Dale Kavanagh & Thomas Kirchhoff – que celebra este ano o seu 25º aniversário com uma tournée mundial – a 30 de maio, no Centro Cultural de Vila das Aves, e o celebradíssimo SoloDuo, integrado por dois notáveis músicos, Lorenzo Micheli e Matteo Mela, a 6 de junho, no auditório Eng. Eurico de Melo. Pablo Marquez, apresentará um programa eclético, de Bach ao compositor argentino Cuchi Leguizamón.

Já o francês Judicael Perroy dará continuidade à divulgação no Festival dos mais representativos concertos para guitarra e orquestra, interpretando o Concerto de Heitor Villa-Lobos, sendo acompanhado pela Orquestra ARTAVE. O concerto terá lugar no dia 5 de junho, no Auditório Padre António Vieira.
Cumprindo-se a tradição, a componente pedagógica mantém um lugar de destaque na programação do Festival. Nesta edição será concretizada através do workshop de guitarra acústica, a cargo de Mike Dawes, e das master classes de guitarra clássica lecionadas pelo Amadeus Guitar Duo e pelos integrantes do SoloDuo.

Uma aposta na formação cultural de novos públicos, tendo em conta que a Câmara Municipal de Santo Tirso considera que a divulgação e promoção das atividades culturais em geral, e da música, em particular, é uma componente essencial no evento.

Os bilhetes para o XXII Festival Internacional de Guitarra têm um custo de 7,5 euros e podem ser adquiridos nos locais dos concertos, na FNAC de Matosinhos (Norteshopping) e do Porto (Santa Catarina) e nas instalações da ARTAVE, na freguesia de Areias.

frozen_02012015Nos passados dias 26 e 27 de Dezembro,  a Academia Open Stage apresentou o seu espetáculo de Natal “Frozen” no auditório Eng.º Eurico de Melo em santo Tirso.

Pela mão do bailarino e director artístico da academia Rui Soares, e suportados por uma equipa técnica de 18 pessoas,  59 bailarinos em palco interpretaram uma versão daquele que é já um dos maiores sucesso dos estúdios Walt Disney.

Um espetáculo inovador e emotivo, que mais uma vez superou as expectativas dos mais de 530 espectadores que nas duas datas esgotaram por completo a lotação do auditório.

O espetaculo foi gravado em Full HD e o lançamento do DVD está previsto para o final do próximo mês de Janeiro.

florestarportugal2014As actividades no Município de Santo Tirso são as seguintes:

– Na Reguenga, em frente ao Parque Desportivo da Mouteira – 09h30 às 12h00
(Neste local iremos Florestar a zona do SkatePark, junto ao campo de Futebol da Reguenga. Irá existir também uma recolha de sementes para germinação e criação de viveiro)

– Em Santo Tirso, em frente ao antigo matadouro, Junto ao Parque da Ribeira do Matadouro (Criação de um viveiro, com germinação de sementes) – 09h30 às 12h00
(posteriormente existirão 3 deslocações: – Alto da Cruz (Burgães); – Junto ao Ringue de Merouços (S. Cristina do Couto; – Junto ao campo de Futebol do Areal (S. Miguel do Couto) para Florestar estas áreas com Sobreiros).

– Em Areias, em frente ao Monte da Torre – 14h00 às 16h00
(Irá existir Florestação de uma área no Monte da Torre, e germinação de sementes para criação de um viveiro) Existirá qui também direito a uma introdução à importância das Florestas e uma apresentação da AMO Portugal e apresentação da nova Coordenação Concelhia.

– Em Rebordões, na Sede do Agrupamento de Escuteiros – Já concretizaram uma Florestação (apresentação de fotos dessa Florestação). Pondera este grupo a criação também de um viveiro para germinar sementes de Carvalho.

Os voluntários são os seguintes:
– Agrupamento de Escuteiros 400 – Burgães
– Agrupamento de Escuteiros 503 – S. Bartolomeu
– Agrupamento de Escuteiros 399 – Rebordões
– Agrupamento de Escuteiros 185 – Areias
– Agrupamento de Escuteiros 1348 – Lama
– Agrupamento de Escuteiros 201 – Sequeirô
– Agrupamento de Escuteiros 387 – Palmeira
– Grupo de Catequese da Paróquia de S. Bartolomeu Fontiscos – 30 voluntários
– Assoc. Pais Escola EB1 Santo Tirso – 169 voluntários
– Assoc. Pais do Centro Escolar de S. Bento da Batalha – 100 voluntários
– Assoc. Pais da Escola EB1/JI do Foral – 106 voluntários
– Assoc. Pais Colégio Sta Teresa de Jesus – 25 voluntários
– Assoc. Pais Jardim Escola João de Deus – 80 voluntários
– Assoc. Pais da Escola EB1/JI do Areal – 100 voluntários
– Assoc. Pais da Escola EB1 de Tarrio – 68 voluntários
– Assoc. Pais da Escola EB1 de Merouços – 117 voluntários
-Assoc. Pais da Escola EB1 da Ermida – 136 voluntários
– Assoc. Pais Colégio Nª Srª de Lourdes – 50 voluntários
– Assoc. Pais da Escola EB1 da Ramada – 40 voluntários
– Assoc. Pais Jardim de Infância da Vinha – 26 voluntários
– Junta de Freguesia da Reguenga (Cedência de terreno para florestação e germinação)
– União das Freguesias de Santo Tirso, Couto (Santa Cristina e São Miguel) e Burgães (Cedência de terreno para florestação e germinação)
– União de Freguesias de Areias, Sequeirô, Lama e Palmeira (Cedência de terreno para florestação e germinação)
– Coordenação Distrital do Porto da AMO Portugal (Porto e Gaia – Cedência de árvores – Sobreiros)
– Voluntários que se inscreveram, para participar, em nome individual (agradecimento especial aos Pais de todas estas crianças envolvidas, e responsáveis pelas associações)

fnj_Nos dias 24 e 25 de outubro, Santo Tirso recebe a primeira edição do Festival Novo Jornalismo, evento durante o qual se vai falar do futuro dos media, da escrita de não-ficção e de ética e deontologia nos tempos da Internet. A revolução digital veio para ficar? E o jornalismo de hoje, quem está disposto a pagá-lo? A literatura e a reportagem têm lugar à mesma mesa?

Durante dois dias, e a convite da Câmara Municipal de Santo Tirso, Carlos Magno, Francisco José Viegas, Paulo Pena, David Dinis, Joaquim Vieira, entre outros, debatem temas que vão seguramente marcar a atualidade durante muitos anos. A Fábrica Santo Thyrso reforça a sua vocação de anfitriã de projetos e acolhe a estreia de um evento que quer ser uma referência a nível nacional.

“O Festival Novo Jornalismo está inserido num conjunto de iniciativas que a Câmara Municipal de Santo Tirso quer colocar no terreno, de âmbito cultural, potenciando a discussão dos mais variados temas”, explica o presidente da autarquia, Joaquim Couto.

Em destaque nesta primeira edição do Festival Novo Jornalismo, está a sessão inaugural com Joaquim Furtado, figura incontornável do panorama jornalístico português. Profissional de rádio e televisão, Joaquim Furtado foi diretor-coordenador das áreas de Informação e Programação da RTP e é autor da série documental A Guerra, a mais completa investigação sobre a guerra colonial portuguesa.

Já o público mais jovem, destinatário natural de uma iniciativa com estas características, será envolvido através de visitas às escolas do concelho, durante as quais poderá contactar diretamente com profissionais da comunicação. “Envolver a comunidade escolar é uma forma de garantir leitores mais exigentes, bem como cidadãos informados e com espírito crítico”, realça Joaquim Couto, considerando que a realização do Festival Novo Jornalismo, que pretende não só debater as questões relacionadas com o jornalismo puro, mas também com a literatura, é uma excelente maneira de estimular o setor da arte e das letras.