tiagoOlá amigos!
Muito recentemente (acerca de 2 meses) e sem que nada o fizesse prever, foi diagnosticado ao nosso filho uma doença – Leucemia linfoblastica Aguda.
Apereceu de forma silenciosa…e de desenvolvimento muito rápido!
Entre outros tratamentos que estão sendo feitos, o transplante de medula ossea será mais uma garantia no sucesso do tratamento.
Como pais…pedimos a todos o empenho, divulgação e a presença para uma pequena recolha de sangue, afim de se encontrar o potencial dador.
Acreditamos em Deus, no sucesso da Medicina e com a ajuda de todos nós…sairemos vencedores!

Com amizade,

Jacinta e Rui Almeida

sts_a_cores

Organizada pela Câmara Municipal, a iniciativa “Santo Tirso a Cores” juntou milhares de pessoas no centro da cidade.

A animação começou com a Run Tirso, uma corrida de cinco quilómetros entre banhos de água, de espuma e de tinta luminosa, para a qual se inscreveram mais de dois mil participantes, e terminou com a Festa Kubik, com música para todos os gostos num Largo Coronel Baptista Coelho a rebentar pelas costuras.

O presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, e o vereador da Juventude, José Pedro Machado, estiveram igualmente presentes.

Hoje à noite (Sábado 13/09), a festa continua, com mais música e animação no largo.

beldaDepois de conquistar a Serra do Larouco, o espanhol David Belda (Burgos/BH) foi mais forte na chegada ao Santuário de N. Sra. da Assunção, em Santo Tirso, e festejou pela, segunda vez, uma vitória na 76ª Volta a Portugal Liberty Seguros. O trepador de 31 anos soube, uma vez mais, esperar pelo momento certo para atacar. “Esta segunda vitória em Portugal foi muito importante para mim. A primeira foi uma grande alegria e a segunda confirmou que estou num grande momento de forma. Ontem estive a um passo de ganhar na Sra. da Graça e hoje tive sangue frio no final, sabia que os últimos metros eram duros e aos 400 metros ataquei e consegui vencer”.

Concluída a 5ª Etapa, em Santo Tirso, Gustavo Veloso (OFM/Quinta da Lixa) continua a ser Camisola Amarela. Ao terminar na terceira posição, atrás do colega de equipa, Delio Fernandez, reforçou um pouco mais a liderança. “Voltou a ser um dia bom. O mais importante é não perder tempo. É como a formiguinha, dia após dia, vamos ganhando uns segundos”. Com o triunfo desta segunda-feira, David Belda subiu ao sétimo lugar e passou a liderar a classificação por pontos vestindo a Camisola Vermelha Banco BIC. O compatriota Ruben Fernandez (Caja Rural) continua desde o primeiro dia de competição a ser o melhor jovem em prova, agora na oitava posição da geral e veste a Camisola Branca RTP. O Camisola Azul Podium, António Carvalho (LA Alumínios/Antarte) está cada vez mais perto de conquistar o título de “Rei da Montanha”, esta segunda-feira tratou de ganhar as duas primeiras contagens para cimentar a liderança.

Rita_MartinsArranca na sexta-feira, dia 18 de julho, o VII Ciclo de Jazz de Santo Tirso, uma organização da Câmara Municipal que tem como objetivo promover o gosto pelo jazz, através da promoção de concertos com os mais destacados músicos do panorama nacional e internacional, apostando igualmente na formação de novos público. Considerada uma das vozes mais promissoras da nova geração de cantoras de jazz, Rita Martins abre o ciclo de concertos, pelas 21h30, na Fábrica de Santo Thyrso. A entrada é gratuita.

O ciclo irá prolonga-se até janeiro com a realização de mais quatro concertos, dos quais constam o Trio Bode Wilson (12 de setembro), Johan Hörlen Quartet (10 de outubro), João Mortágua (28 de novembro) e Ensemble Super Moderne (9 de janeiro).

A sétima edição do Ciclo de Jazz de Santo Tirso organizada pela Câmara Municipal conta com a colaboração artística da Associação Porta-Jazz, marcando assim uma nova etapa do certame, com a promoção de concertos em vários espaços culturais do concelho e de palestras e oficinas sobre o jazz. Uma programação que garante a presença em Santo Tirso de diferentes formações, de instrumentistas como Marcos Cavaleiro, José Marrucho, Miguel Moreira, Rui Teixeira e José Pedro Coelho, entre tantos outros nomes de referência do jazz nacional, a par dos internacionais Jahan Hörlen e Olaf Polziehn.

No primeiro concerto, sexta-feira na Fábrica de Santo Thyrso, Rita Martins apresenta-se com os músicos Luís Figueiredo (piano e teclados) e Mané Fernandes (guitarra elétrica) que, num registo experimental, irá conjugar as influências da soul, do funk e do R&B com a sofisticação harmónica do jazz.

As presenças do saxofonista e compositor João Mortágua (com concerto agendado para a Biblioteca Municipal de Santo Tirso) e do Ensemble Super Moderne (no Centro Cultural de Vila das Aves) serão assinaladas ainda com a realização de duas oficinas de jazz dirigidas, em particular, aos estudantes de música do Município.

A componente formativa será, ainda, reforçada com a palestra sobre jazz, agendada para 4 de outubro, em Vila das Aves, com a presença do compositor e pedagogo Paulo Perfeito.

Fios_de_M_sicaEste ano, as comemorações do Dia Mundial da Criança começam mais cedo em Santo Tirso. A Câmara Municipal tem preparado um programa com diversas atividades, algumas dirigidas às crianças das escolas do concelho e outras destinadas à população em geral. Já na segunda e terça-feira, 26 e 27 de maio, cerca de mil alunos do ensino pré-escolar vão ter a oportunidade de assistir à peça “Fios de Música”, um teatro de marionetas que irá decorrer no Cineart.

Marionetas, circo, insufláveis, aula de dança, um concerto e uma exposição. O Dia Mundial da Criança comemora-se a 1 de junho, mas a Câmara Municipal de Santo Tirso tem preparado um conjunto de iniciativas, antes e depois desta data, que prometem fazer a delícia dos petizes.

São exatamente os mais pequenos os primeiros a beneficiar do programa de atividades da autarquia para este ano. Num espetáculo onde a música e a dança se fundem, a magia dos movimentos das marionetas prometem encantar cerca de mil crianças dos três aos seis anos. Estes alunos que frequentam os jardins de infância do concelho terão a oportunidade de assistir, na segunda e terça-feira, a “Fios de Música”, um espetáculo de marionetas que vai decorrer no Cineart, junto ao Centro Comercial dos Carvalhais.

As comemorações continuam no dia 1 de junho, domingo. Logo a partir das 10h00, com a Maior Caminhada do Pijama do Mundo, uma iniciativa promovida pela Associação Mundos de Vida e à qual a Câmara Municipal de Santo Tirso se associou. A participação é aberta ao público em geral, numa caminhada solidária a chamar a atenção para as famílias de acolhimento, que decorrerá entre a Praça 25 de Abril e o Parque Urbano da Rabada.

E é no Parque Urbano da Rabada que estão concentradas alguma das atividades do Dia Mundial da Criança. Às 11h00, e numa parceria entre a autarquia e o Café do Rio, haverá insufláveis para os mais pequenos e uma aula de zumba para toda a família.

Da parte da tarde, pelas 16h30, a Câmara promove o concerto “Aventuras Mágicas”, com a Estrela, um espetáculo preparado a pensar especialmente nas crianças e que decorrerá junto ao parque infantil do Parque Urbano da Rabada.

Já no dia 2 de junho, abre ao público a exposição “Os Direitos da Criança”, na Biblioteca Municipal de Santo Tirso. A mostra de cartazes alusivos aos direitos da criança e a importância do trabalho desenvolvido pela UNICEF estará patente até dia 30 de junho. A entrada é gratuita.

As comemorações do Dia Mundial da Criança promovidas pela Câmara Municipal de Santo Tirso terminam nos dias 5 e 6 de junho, com mais uma iniciativa dirigida às escolas. Mais de dois mil alunos do 1º Ciclo, entre os seis e os dez anos, vão poder assistir ao espetáculo do Circo Soledad Cardinali, no Largo da Feira, no qual não faltarão os palhaços mais divertidos do mundo, os malabaristas ou os ilusionistas.

Miguel Barbosa - ralistsAusentes dos ralis há alguns meses, a dupla famalicence veio ao concelho de Santo Tirso quebrar o jejum e vencer a prova que marcou o regresso do Clube Automóvel de Santo Tirso à organização de ralis na “sua” terra.
Ainda antes do rali começar, o CAST teve a má notícia de ver dois dos principais inscritos (João Barros no Ford Fiesta R5 e Vítor Pascoal no Mitsubishi Lancer Evo VII) serem obrigados a primar pela ausência, emvirtude no atraso da chegada ao continente do barco que trazia os carros que alinharam no rali dos Açores do passado fim de semana.
Com 45 equipas à partida, o rali começou com a Super-Especial de 6ª feira à noite no centro da cidade que contou com milhares de espectadores a assistir. Logo aí Miguel J. Barbosa com o Mitsubishi Lancer Evo IX mostrou ao que vinha, vencendo a Super-Especia. Mas houve quem não tivesse a mesma alegria, como foi o caso de Marco António que perdeu uma roda ao dar um toque num passeio e vendo terminar aí o seu rali depois de um espectacular pião.
No dia de Sábado Miguel Barbosa continuou a dominar vencendo as quatro classificativas e terminando o rali com 39,6 segundos de vantagem para André Cabeças. O homem do Mitsubishi Lancer Evo V esteve sempre nesta posição sem conseguir chegar ao líder, mas sempre muito atento ao Renault Clio R3 de Joaquim Alves que ganhou um ascendente a partir de meio da prova depois de se ter desembaraçado de Amaro Melo no BMW M3 e André Martins no Citroen Saxo Cup. No oposto esteve Amaro Melo no BMW M3 que andou pela 3ª posição mas foi perdendo tempo ao longo do rali até terminar no 8º posto. Quem poderia ter tido uma palavra a dizer na prova era Nuno Coelho, mas uma saída de estrada logo no troço de abertura terminando aí a prova da equipa do Peugeot 206 GTI.
Terminada a prova, Carlos Guimarães, o Presidente do CAST, mostrava-se “satisfeito pela forma como a prova correu. Uma boa lista de participantes para um rali Sprint, e dois dias em que o publico acorreu em força, são uma excelente recompensa pelo trabalho que desenvolvemos. Temos inevitavelmente de agradecer à Câmara Municipal de Santo Tirso pela confiança depositada no CAST para este a realização deste evento.” 
Após a cerimónia de entrega de prémios, o vereador do Desporto da Câmara Municipal de Santo Tirso, José Pedro Machado, mostrou-se satisfeito com o decorrer da prova, nomeadamente pela presença de milhares de pessoas que assistiram à competição. “Percebeu-se, de forma clara, que as pessoas gostam e vivem o Rali de Santo Tirso. A autarquia acredita que são eventos como este que acabam por atrair não só a população do concelho, mas também muita gente de fora”. Aliás, acrescentou o vereador, “durante estes dois dias houve um aumento substancial das taxas de ocupação das nossas unidades hoteleiras, o que do ponto de vista da atratividade turística é muito importante”.
CLASSIFICAÇÃO FINAL:
1º Miguel Barbosa / Alberto Silva – Mitsubishi Lancer Evo IX – 15m54,3s
2º André Cabeças / Bino Santos – Mitsubishi Lancer Evo V – a 39,6s
3º Joaquim Alves / Pedro Alves – Renault Clio R3 – a 44,3s
4º Jorge Melo / José Silva – BMW M3 E30 – a 47,0s
5º André Martins / Ricardo Torres – Citroen Saxo Cup – a 52,7s
6º Celso Moura / Ludgero Leal – Peugeot 205 Rallye – 1m04,4s
7º Ivo Araújo / Miguel Mota – Citroen Saxo Cup – 1m10,2s
8º Amaro Sousa / Álvaro Pontes – BMW M3 E36 – a 1m12,9s
9º Amaro Melo / António Ferreira – BMW M3 E30 – a 1m21,2s
10º Manuel Castro / Luís Costa – Mitsubishi Lancer Evo IX – a 1m22.6s

rallystsO Rali de Santo Tirso 2014, organizado pela Câmara Municipal e pelo Clube Automóvel de Santo Tirso (CAST), vai para a estrada, dias 23 e 24 de maio, com o maior número de inscritos desde 1996. Em 2014, são 50 os participantes, menos um do que há 18 anos, quando os ralis se estrearam no concelho. A lista publicada pela Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting é rica em quantidade e qualidade, o que abre boas perspetivas para um “rali sprint” emotivo e disputado.

O interesse de pilotos e equipas em participar no Rali de Santo Tirso superou as expetativas, o que, para o diretor de prova e presidente do CAST, Carlos Guimarães, mostra “a capacidade do Clube Automóvel de Santo Tirso em organizar, juntamente com a Câmara Municipal, uma prova que tem condições de se afirmar, no futuro, como uma referência na região norte”.

O presidente do CAST manifesta-se “satisfeito” com o número de inscritos e “orgulhoso com o resultado do trabalho desenvolvido a promover e divulgar” o Rali de Santo Tirso 2014, considerando que “estão reunidas todas as condições, sob o ponto de vista organizativo e de segurança, para uma prova com muitos pontos de espetáculo”.