jcoutoJoaquim Couto lamentou a forma como o Governo PSD/PP está a gerir a abertura do ano letivo, especificamente em Santo Tirso. O candidato do PS à autarquia tirsense acredita que muitas das medidas que o Ministério da Educação está a tomar configuram a destruição da escola pública, com evidentes impactos negativos para os alunos. “O arranque das aulas pode estar comprometido pela falta de funcionários e pelos problemas relacionados com a colocação dos professores”, denunciou, criticando ainda o facto do PSD ter congelado os investimentos que estavam a ser realizados na Escola Secundária D. Dinis: “A esta altura, se não fosse este Governo, estes alunos podiam estar a ter aulas numa escola renovada e com excelentes condições”.

Numa altura em que as escolas preparam o arranque do ano letivo 2013/2014, a candidatura do PS à Câmara Municipal de Santo Tirso dirigiu fortes críticas à forma como o Ministério da Educação está a gerir o processo. “Têm-nos chegado queixas de que faltam funcionários nas escolas do concelho, o que pode provocar problemas graves em termos de funcionamento”, lamentou Joaquim Couto, sublinhando que a colocação dos funcionários é da total responsabilidade do Ministério da Educação.

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Share on Tumblr0