tecidosA Câmara de Santo Tirso vai concessionar o laboratório da Incubadora de Moda e Design da Fábrica de Santo Thyrso, com o objetivo de “prestar apoio a profissionais na área do têxtil e do design”, anunciou hoje a autárquica.

Esta decisão foi tomada, por unanimidade, na reunião de Câmara de Santo Tirso e, de acordo com comunicado remetida às redações, trata-se de “mais um passo para a instalação dos projetos criativos na Incubadora de Moda e Design da Fábrica de Santo Thyrso (IMOD)”.

A IMOD é um equipamento ligado às áreas têxtil e de design de moda, inaugurado em setembro de 2013, nas instalações conhecidas por “Fábrica do Teles”.

Este “laboratório de modelação, corte e confeção prestará apoio aos profissionais na área do têxtil e do design de moda que vão trabalhar naquele espaço”, diz o comunicado da Câmara.

Assim, ficou hoje decidido que será aberto um procedimento para “adjudicação do direito de ocupação, exploração e prestação de serviços no laboratório da Fábrica de Santo Thyrso” que “possibilitará a entrada em funcionamento de uma linha de produção com o objetivo de criar os protótipos desenvolvidos pelos designers dos projetos já selecionados para incubação na IMOD”.

O projeto da IMOD prevê a instalação de “empresas-âncora” de forma a abrir a ideia a novos designers e à indústria têxtil.

A autarquia de Santo Tirso vinca que na IMOD “foram colocados laboratórios de modelação, corte e confeção equipados com tecnologia de ponta no setor têxtil para prestar serviços às empresas e projetos em regime de incubação e a empresas exteriores”.

“A operacionalização dos laboratórios, instalados numa área de 70 metros quadrados na Nave Cultural, dotados de 26 máquinas, garantirá não apenas a execução das peças de vestuário criadas pelas empresas, como também a realização de ações de formação técnica”, completa a nota da autarquia.