reuniaocmst22102013Os vereadores do PS na Câmara Municipal de Santo Tirso manifestaram-se, esta quinta-feira, preocupados com a situação que os trabalhadores da CAMAC estão a viver. Numa declaração política, feita no período antes da ordem do dia da reunião do executivo, o vereador com o pelouro do Crescimento Sustentável, José Pedro Machado, revelou que a autarquia “já tomou diligências”.

“A Câmara Municipal de Santo tirso já tomou diligências, no sentido de se colocar à disposição dos trabalhadores e da empresa para prestar todo o apoio, quer do ponto de vista social e político, quer do ponto de vista técnico, que seja considerado necessário, com o objetivo de minimizar a delicada situação dos colaboradores e de contribuir, dentro das suas possibilidades, para a definição do futuro da CAMAC”, adiantou José Pedro Machado.

Para os vereadores do PS, a luta pela sobrevivência da CAMAC é, “infelizmente”, comum a tantas outas empresas do País e “é uma das consequências dos tempos difíceis que se vivem em Portugal”.
Desde que o agudizar dos problemas da única fábrica de pneus portuguesa foi tornado público, realçou o vereador com o pelouro do Crescimento Sustentável, “a Câmara Municipal tem vindo a acompanhar a situação dos trabalhadores e a evolução do Plano Especial de Revitalização entregue no Tribunal de Santo Tirso”.

Neste momento de incerteza para o futuro dos trabalhadores e da empresa, “a Câmara Municipal manifesta a sua solidariedade institucional e renova a sua disponibilidade para apoiar e ajudar no que for necessário aqueles que mais estão a sofrer com a difícil situação que atravessa a CAMAC”, concluiu José Pedro Machado.

ascteO presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, recebeu o presidente executivo da Associação das Coletividades Têxteis Europeias (ACTE), Amadeu Aguado.

Também vice-presidente da ACTE, Joaquim Couto definiu estratégias de atuação para o plano de atividades de 2015. Esteve ainda presente na reunião, o vereador da Câmara Municipal de Santo Tirso com o pelouro das relações internacionais, José Pedro Machado.

É de sublinhar que a ACTE desempenha um papel importante para o concelho de Santo Tirso, na medida em que tem como missão defender os interesses coletivos das organizações instaladas em territórios com forte presença do setor têxtil, vestuário, couro, calçado e acessórios de moda.

deficeNum estudo realizado pelo Jornal de Negócios, o município de Santo Tirso em 2013 importou bens no valor de 315 milhões de euros tendo exportado o correspondente a 498 milhões de euros, o que dá um saldo positivo de 183 milhões de todos os municípios com maior saldo positivo comercial destaca-se Vila Nova de Famalicão, cuja fábrica de pneus a Continental Mabor contribui em grande percentagem, assim como Guimarães, Felgueiras e Santa Maria da Feira. Lisboa apesar de ser o maior exportador com 7 biliões de euros é também o maior importador com 17 biliões tendo um défice comercial a rondar os 10 biliões de euros.

Mais Informação