ina_frenteA concentração deu-se no intervalo das 10:00 e começou por iniciativa dos alunos, aos quais se juntaram professores, pais e funcionários e em causa está uma decisão do Ministério da Educação sobre os contratos de associação com as escolas privadas e cooperativas.… Continuar a Ler

Reuni_o_C_maraNuma declaração política lida pelo presidente da câmara, Joaquim Couto, no período antes da ordem do dia a reunião de executivo que decorreu esta tarde, o autarca referiu que “Santo Tirso está entre os 100 municípios, a nível nacional, que estão a devolver IRS aos contribuintes do concelho e constitui ainda um dos três municípios do distrito do Porto a pôr em prática esta medida.… Continuar a Ler

acampamentoA comunidade escolar do Instituto Nun`Alvares (INA), Santo Tirso, está a preparar um “acampamento” à porta da escola como alerta ao Governo para o “risco” que o colégio corre caso terminem os contratos de associação, indicou a direção.

A ideia partiu dos alunos num plenário que decorreu na última sexta-feira e está a mobilizar estudantes, ex-estudantes, pais, professores, bem como vizinhos do colégio, nomeadamente os comerciantes locais.… Continuar a Ler

joaquim_couto_inaA Câmara Municipal de Santo Tirso está preocupada com o futuro do Instituto Nun’Alvres, fruto da publicação do despacho normativo que prevê o fim de contratos de associação com os colégios privados. Numa missiva endereçada à secretária de Estado Adjunta e da Educação, na passada sexta-feira, dia 29 de abril, a autarquia solicita que a aplicabilidade do despacho seja revisto, com caráter de urgência.… Continuar a Ler

vale_lecaNa zona do Vale do Leça, concelho de Santo Tirso, no distrito do Porto, estão em causa as freguesias de Monte Córdova, Lamelas/Guimarei, Carreira/Refojos, Água Longa, Agrela e Reguenga.

Com este investimento, os responsáveis acreditam que “dentro de dois a quatro anos” a cobertura de rede na zona atinja 95%.

Continuar a Ler

alfa_pendularGuimarães vai passar a ter ligação a Lisboa através do Alfa Pendular, a partir de 1 de maio, uma decisão da CP – Comboios de Portugal justificada pelo “aumento de passageiros”, divulgou hoje aquela empresa de transporte ferroviário.

Num documento a que a Lusa teve acesso, a CP adianta que a nova ligação de longo curso entre o Minho e Lisboa, terá a duração de 3:50 horas e terá a periodicidade de um comboio por dia, em cada sentido, servindo uma população de cerca de 270 mil habitantes (dos concelhos de Guimarães, Santo Tirso e Trofa).… Continuar a Ler