joaquimcouto_psO presidente da câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, considerou esta terça-feira que a intenção do Governo de passar o hospital desta localidade para a alçada da Misericórdia está a criar “instabilidade interna” porque “ninguém sabe o que vai acontecer”. “Se a situação está a evoluir, a câmara continua sem informação e sem ser integrada no processo. O hospital também está a passar por instabilidade interna porque se fala publicamente desta passagem e os recursos humanos estão na expectativa de ver o que vai acontecer”, disse o autarca. O hospital de Santo Tirso integra o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA), juntamente com a unidade de Famalicão, e a 16 de dezembro do ano passado foi anunciada a sua passagem para a alçada da Santa Casa de Misericórdia, um processo que ainda não foi concluído e sobre o qual a câmara local sempre mostrou “reservas”. Hoje, o autarca reuniu com o conselho de administração do CHMA e, em declarações à agência Lusa, referiu que “se estava preocupado”, ficou “ainda mais preocupado”.

resinorteA OFICINA – Escola Profissional do INA promoveu mais uma ação de formação para as questões ambientais. Desta vez, em debate esteve o tratamento dos resíduos. A ação contou com a participação da Resinorte, uma empresa que se dedica ao tratamento de resíduos.

Para os professores da disciplina de Área de Integração, promotores da atividade, esta iniciativa pretendeu, por um lado, sensibilizar os jovens para um melhor tratamento do lixo e, por outro, dar-lhes a conhecer a realidade de uma empresa dedicada à reciclagem.

Ricardo Guimarães, professor de Área de Integração, considera que este tipo de iniciativas é fundamental para os alunos incrementem novos hábitos na sua vida. “Existe um certo desfasamento entre o que nós ensinamos na escola e o que eles praticam em casa. Com esta exposição da Resinorte eles puderam ver todo o trabalho produzido e estar mais sensibilizados para a reciclagem do plástico, papel e outros materiais. Penso, aliás, que devíamos estender este tipo de formação aos pais e aos educadores”.

Sofia Ribeiro, da Resinorte, deu nota do trabalho desenvolvido pela empresa na região, alertando para o impacto negativo que a não reciclagem provoca no meio ambiente. A representante da Resinorte apelou aos jovens para uma maior responsabilização para com o ambiente.

Para os mais de 100 alunos envolvidos na palestra foi um momento para recordar o quão importante a reciclagem é para um desenvolvimento sustentável. Ana Oliveira, do 2.º ano do curso de Comunicação/Marketing, diz que “a reciclagem dos resíduos traz bastantes benefícios para a sociedade. Para além de reduzir a quantidade de resíduos dirigidos ao aterro sanitário, reduz a poluição ambiental. Penso que só pensamos bem nisto, quando toda a informação nos é disponibilizada. E a Resinorte consegui faze-lo”.

A Resinorte é uma empresa de tratamento de resíduos sólidos que serve uma população de aproximadamente um milhão de habitantes e procede ao tratamento de cerca de 350 mil toneladas de resíduos por ano.

ciclo_jazzO ciclo de jazz está de volta a Santo Tirso para a VIII edição. Promovido pela Câmara Municipal em colaboração artística com a Associação Porta-Jazz, o primeiro concerto acontece já na próxima sexta-feira, 23 de outubro.

“Durante estes dois dias, os amantes deste estilo musical poderão desfrutar de espetáculos diferentes entre si, mas com um denominador comum: a paixão pelo Jazz”, salienta Joaquim Couto, presidente da Câmara de Santo Tirso, aludindo que a iniciativa “tem como objetivo promover o gosto pelo jazz, através da realização de concertos com os mais destacados músicos, mas também através da aposta na formação de novos públicos”.
Ao palco da Nave Cultural da Fábrica de Santo Thyrso, sobem então no dia 23, pelas 21h30, os MAP, quarteto dedicado à interpretação de música original, de influência jazzística, composto por Paulo Gomes ao piano, Miguel Moreira na guitarra, Miguel Ângelo no contrabaixo e Acácio Salero na bateria. A estrear em santo Tirso trazem a apresentação do disco Circo Voador, um disco inspirado nas artes circenses.
A oitava edição do Ciclo de Jazz de Santo Tirso prossegue no dia 27 de novembro, com a atuação de BounceLab, pelas 21h30 no Centro Cultural de Vila das Aves. Dois planos são justapostos no quinteto BounceLab, liderado pelo guitarrista e compositor Mané Fernandes. Um de música improvisada assente principalmente na tradição jazzística, e outro de groove/beat/transe/ repetição, que reflete a música popular norte-americana do século XX, tradições mais antigas (música africana, afro-cubana, indonésia, indiana) e partes da música eletrónica contemporânea – hip-hop, drum‘n’bass, dubstep.
Mané Fernandes na guitarra, João Mortágua no saxofone alto, Gonçalo Moreira, em fender rhodes, Filipe Louro, no contrabaixo, e Pedro Vasconcelos, na bateria, completam assim o quadro do painel que se apresentará em palco, para encantar um público desejoso de música de grande qualidade.
Com este programa a Câmara Municipal dá continuidade ao Ciclo de Jazz de Santo Tirso através de um trabalho de divulgação do género musical, junto da comunidade local, pautado desde sempre pela excelência dos artistas convidados. O ciclo de jazz irá durar até julho do próximo ano.

cruz-vermelhaA TNT Portugal doou 10.000 euros ao projecto de Intervenção Precoce e Desenvolvimento Infantil desenvolvido pela delegação da Cruz Vermelha Portuguesa em Santo Tirso.

A verba foi obtida no âmbito de uma campanha em que cada serviço 9 express, 10 express ou 12:00 express, a TNT Portugal destinava 1 euro para este projecto. O montante angariado destina-se à intervenção em Terapia da Fala e Terapia Ocupacional com crianças que possuam alguma incapacidade ou problemática que esteja a condicionar ou ponha em risco o seu desenvolvimento, participação e sucesso escolar.

“A TNT Portugal procura promover junto da comunidade e organizações humanitárias várias acções que visem promover solidariedade e apoio a quem mais precisa. O projecto de Intervenção Precoce e Desenvolvimento Infantil em Santo Tirso é um projecto que nos diz bastante pois as crianças são o futuro e há que criar ou tentar criar as melhores condições para que estas crianças tenham um futuro digno”, afirma José Domingos Correia, Country Manager da TNT Portugal.

O projecto de Intervenção Precoce e Desenvolvimento Infantil, em Santo Tirso, foi criado e desenvolvido para apoiar crianças em idade pré-escolar e escolar (dos 0 aos 12 anos), do concelho de Santo Tirso que tenham o seu futuro comprometido por apresentarem deficiência ou se encontrarem em risco grave de vir a apresentar atraso de desenvolvimento ou dificuldades de aprendizagem.

Sobre a TNT

A TNT é uma das maiores empresas de entrega expresso do mundo. Diariamente, a TNT  transporta cerca de 1 milhão de envios entre documentos, caixas e carga paletizada. A companhia dispõe de redes de transporte por via aérea e terrestre na Europa, Médio Oriente e Africa, Ásia-Pacifico e Américas. A empresa teve receitas de 6.7 mil milhões de euros em 2014.

Sobre o Projecto de Intervenção Precoce e Desenvolvimento Infantil (PIPDI)

No âmbito da sua missão social a Cruz Vermelha Portuguesa – delegação de Santo Tirso criou o PIPDI – Projecto de Intervenção Precoce e Desenvolvimento Infantil, desenvolvido pelas terapeutas Inês Almeida e Isabel Rego que colaboram há mais de sete anos com esta entidade. Trata-se de um programa sem fins lucrativos que actua na prevenção, habilitação e reabilitação de crianças com alguma incapacidade ou problemática que esteja a condicionar ou ponha em risco o desenvolvimento e participação da criança. O PIPDI disponibiliza, a um valor simbólico de 5 euros por sessão, um conjunto de serviços especializados de intervenção terapêutica nas áreas de Terapia da Fala e Terapia Ocupacional, em articulação com Psicologia e Serviço Social, conseguindo assim, chegar a muitas famílias de cariz socioeconómico médio-baixo e baixo que teriam desistido de iniciar a intervenção ou que teriam descontinuado a intervenção terapêutica das suas crianças por não conseguirem suportar os valores do acompanhamento.

Camara_STA câmara de Santo Tirso decidiu avançar com “descontos” que vão dos 5 aos 15 pontos percentuais no Imposto Municipal Sobre Imóveis (IMI) para famílias com filhos, estimando abranger com a medida cerca de 11 mil agregados. “Trata-se de uma medida com um forte impacto social. Há cerca de 11 mil famílias do concelho que vão pagar menos IMI em 2016”, referiu esta quinta-feira o presidente da autarquia de Santo Tirso, o socialista Joaquim Couto. A redução do IMI em Santo Tirso, distrito do Porto, vai estabelecer-se em 5 pontos percentuais para famílias com um filho, 8 para as famílias com dois filhos e 15 para as que têm três ou mais.

portugal a frenteNo âmbito do programa de atividades da campanha eleitoral das Eleições Legislativas de 2015, a Coligação do PPD/PSD – CDS/PP, “Portugal à Frente”, anunciou para segunda-feira, dia 7, as seguintes visitas a Instituições do nosso concelho:

9h30 – Visita à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Santo Tirso (vermelhos);

11h00 – Visita à Associação de Solidariedade Social de Areias;

12h30 – Visita à Santa Casa da Misericórdia de Santo Tirso;

16h00 – Visita ao Lar da Tranquilidade, em Vila das Aves;